Perícia trabalhista: Como uma assessoria pode fazer a diferença?

De acordo com o levantamento do Conselho Nacional de Justiça, há mais de 80 milhões de processos judiciais em tramitação no Brasil. Esses processos dependem da atuação e consultoria de profissionais de assistência técnica nas mais diversas áreas para a realização da perícia trabalhista.

Os profissionais dessa área são capazes de definir questões estratégicas, como dimensionamento de riscos e a forma de mitigá-los, acompanhar o perito judicial nas diligências, levando a ele informações, fornecendo documentos e externando a sua posição técnica.

A assessoria é de fundamental importância para os acompanhamentos de perícias judiciais, e é um direito garantido pela lei às partes do processo. Segundo o que dita no parágrafo II do Art. 465 do CPC, lei 13.105/2015, após o juiz nomear o perito especializado, é incumbido às partes, indicarem seus assistentes técnicos.

Continue a leitura e conheça mais informações referentes ao tema e saiba como a assessoria pode fazer a diferença no resultado do processo.

Por que ter um assistente técnico presente na perícia trabalhista?

O assistente técnico é um perito na área de atuação dele. Com o entendimento técnico, em caso de discordância com o laudo pericial, este profissional tem o poder de elaborar o parecer de discordância, fornecendo elementos técnicos para a impugnação do laudo pericial, inclusive apontando tópicos a serem esclarecidos pelo perito.

Por isso, é importante que o advogado indique peritos assistentes que tenham experiência na área objeto do processo, visto que a forma como esse profissional lidará com a perícia pode ser primordial para o resultado do processo.

A assessoria não é feita por um funcionário da empresa. O perito assistente é um prestador de serviços, que conhece os setores e as atividades do cliente mais profundamente. Conforme previsto no Art. 473 do novo CPC “o perito e os assistentes técnicos podem valer-se de todos os meios necessários, ouvindo testemunhas, obtendo informações, solicitando documentos que estejam em poder da parte, de terceiros ou em repartições públicas, bem como instruir o laudo com planilhas, mapas, plantas, desenhos, fotografias ou outros elementos necessários ao esclarecimento do objeto da perícia”. Dessa forma, esse profissional pode expor tecnicamente no momento da perícia as informações para o Perito Judicial que vai ao local colher as provas técnicas.

A importância de um assistente técnico no acompanhamento da perícia

Como vimos anteriormente, os conhecimentos fáticos e técnicos que esse profissional retém é de suma importância para a empresa reclamada. Quando o perito Judicial vai até o local de trabalho conhecer as atividades dos funcionários e setores da empresa, o perito assistente poderá fornecer argumentos técnicos específicos, além de elaborar quesitos técnicos destinados a esclarecer os fatos e provas apresentadas. Dessa forma, a assessoria é um poderoso instrumento capaz de proteger os interesses daquele empregador acionado na justiça.

Por se tratar de assuntos mais complexos e judiciais, as causas trabalhistas devem ser lideradas por profissionais com anos de experiência, que conseguem realizar um trabalho com a devida eficiência, a fim de garantir ao seu cliente a melhor defesa técnica com a elaboração de laudo.

A London SST pode te ajudar com a assessoria nas perícias técnicas. Conheça os nossos serviços clicando aqui!

Gostou do conteúdo? Acesse o nosso blog e confira mais artigos sobre segurança do trabalho!

,
Post anterior
Modernização das NR’s: O que é preciso levar em consideração?
Próximo post
Segurança do Trabalho em Londrina – PR: o que preciso para minha empresa?

Posts relacionados

Deixe uma resposta

Menu